12.12.2015

no domingo

um punhado de homens convenceu o chão a vender lixo no passeio da rua de Sá da Bandeira. Livros, corta-unhas, arames, rádios, sobre paninhos frios de Novembro, trouxas pronto-a-vestir, dois nós e a loja desaparece de vista, nas costas ambulantes do vendedor.